Extrato INSS para Imposto de Renda 2019: COMO TIRAR?

Quem é aposentado ou pensionista e declara o IR precisa do extrato INSS para Imposto de Renda 2019. Com esse documento, será possível fazer a declaração do IR sem nenhum problema. Na matéria de hoje, você aprende como emitir o extrato INSS para Imposto de Renda 2019!

Extrato INSS para Imposto de Renda 2019

Extrato INSS para Imposto de Renda 2019

Caso você não saiba, Imposto de Renda é o nome dado a um tributo que, ao contrário do que muitos imaginam, não existe só no Brasil.

Através desse imposto, o cidadão (chamado de contribuinte) é obrigado a pagar determinada porcentagem de sua renda para o Governo.

Porém, nem todos os cidadãos são considerados contribuintes, já que para ser obrigado a declarar o IR, é preciso ter rendimentos anuais superiores ao valor determinado pelo Governo.

A cada ano, o valor mínimo para declaração é alterado pelo Governo, por isso, é muito importante ficar de olho.

Além disse valor mínimo, existem também algumas faixas de contribuição. Quanto mais a pessoa recebeu, mais ela deverá pagar como imposto.


O que é o extrato INSS para Imposto de Renda 2019?

Aposentados e pensionistas que recebem do INSS também podem ser obrigados a declarar o Imposto de Renda, dependendo de quanto ganham, e para isso precisam do extrato INSS para Imposto de Renda 2019.

Esse extrato nada mais é do que um documento com informações importantes que ajudarão o contribuinte a fazer sua declaração sem erros e sem preocupação. Nesse documento, estão detalhados os valores pagos pelo INSS ao cidadão.

✓ Veja também como fazer a Simulação IRPF 2019!

Mas calma, não precisa se desesperar!

Esse documento é realmente muito fácil de emitir. Além de poder fazer isso pessoalmente nas agências de atendimento da Previdência Social, você também pode emitir o extrato sem sair de casa, usando a Internet, no site oficial da Previdência!

Sabemos que o tempo passa cada vez mais rápido e, por isso, pensando em auxiliar você na execução dessa tarefa, montamos um passo-a-passo bem detalhado de como você deve proceder para conseguir seu extrato.

Veja, no próximo tópico, como fazer a emissão sem sair de casa! É a tecnologia trabalhando a seu favor. Vamos lá?


Como emitir o extrato INSS para Imposto de Renda 2019?

Como dissemos, emitir o extrato INSS para Imposto de Renda 2019 é realmente muito simples.

Tudo o que você precisa é de um computador com acesso à Internet. Se você está lendo essa matéria, é muito provável que já tenha um! Se não, você pode utilizar o computador de um amigo ou parente.

Siga os passos a seguir para emitir seu extrato:

  • Acesse essa página;
  • Você deverá preencher todos os campos corretamente: escolha o ano-calendário (no caso, será 2019), preencha o número do benefício, a data de nascimento, o nome do beneficiário e o CPF;

  • Por fim, para provar que você é uma pessoa real, digite os caracteres exibidos (veja que letras maiúsculas diferem-se das minúsculas);

  • Agora, basta clicar em “Consulta” e seu extrato será exibido na tela. A partir disso, você pode salvá-lo em seu computador para fazer a consulta quando for declarar o IR ou até imprimi-lo.

Cronograma Imposto de Renda 2019: Prazos

Alguns brasileiros são obrigados a contribuir com o IRPF para a Receita Federal. Nesses casos, é de suma importância que eles acompanhem as informações sobre o cronograma Imposto de Renda 2019. Saiba mais sobre o cronograma Imposto de Renda 2019 a seguir!

Cronograma Imposto de Renda 2019

Cronograma Imposto de Renda 2019

O valor do Imposto de Renda 2019 é determinado pela Receita Federal juntamente com o Governo Federal. Eles estabelecem um valor mínimo para contribuição e as alíquotas correspondentes ao ano vigente.

Se o cidadão brasileiro tiver obtido rendimentos acima do determinado pela Receita Federal, ele se torna obrigado a contribuir e declarar.

No artigo de hoje você fica sabendo de todas essas informações extremamente importantes e necessárias para fazer a sua declaração dentro do prazo estabelecido no cronograma divulgado pela Receita Federal.

Devo declarar o Imposto de Renda 2019?

Deve declarar o Imposto de Renda e, consequentemente, ficar alerta sobre o cronograma Imposto de Renda 2019, quem receber rendimentos superiores aos determinados pela Receita Federal.

Esses valores para 2019 ainda serão atualizados, então, por enquanto, você confere os valores atuais referentes a 2018.

Acompanhe e veja se você é obrigado a declarar e contribuir:

  • Contribuintes que tenham obtido rendimentos considerados tributáveis, tributados diretamente na fonte ou isentos com valor acima de R$ 40 mil no ano de 2017;
  • Contribuintes que realizaram ações na bolsa de valores ou que tenham comprado capital estrangeiro;
  • Contribuintes residentes no Brasil e que tenham recebido rendimentos acima de R$ 28.123,00;
  • Contribuintes que obtiveram em 2017 uma receita bruta no valor de R$ 142,798,50;
  • Contribuintes que tenham obtido direitos ou bens no valor de R$ 300 mil até 31/12/2017.

3 maneiras de fazer a sua declaração

Existem 3 maneiras diferentes de você fazer a sua declaração do Imposto de Renda. Lembrando que você deve respeitar as datas divulgadas no cronograma Imposto de Renda 2019.

Veja a seguir qual você prefere:

Computador

  • Acesse esse site oficial para fazer o download do programa;
  • Clique na opção referente ao IRPF 2019. Em breve ela estará disponível;
  • Clique na opção “Download do programa”.

Dispositivo móvel

Celulares e tablets são conhecidos como dispositivos móveis e com o avanço tecnológico você consegue fazer a declaração do seu imposto através deles.

Siga essas instruções:

  • Clique na opção “Play Store ou App Store” no seu celular ou tablet;
  • No campo de busca, digite “Meu Imposto de Renda”;
  • Clique na opção para fazer o download.

Assim que o download for concluído, preencha as informações que forem solicitadas e prossiga por todas as etapas até concluí-las.

Certificado Digital

Essa é uma das maneiras menos utilizada pelos contribuintes, mas que se encontra disponível caso queiram.

Para utilizar esse meio, é necessário acessar o e-CAC ou Centro Virtual de Atendimento e clicar na opção “Meu Imposto de Renda”.

Preencha as informações necessárias e conclua a sua declaração.


Cronograma Imposto de Renda 2019

O cronograma Imposto de Renda 2019 completo com todas as datas será disponibilizado para os cidadãos em breve.

É muito importante que o cidadão contribuinte esteja sempre atento a divulgação deste cronograma com o calendário, pois essas datas devem ser utilizadas para fazer a declaração do imposto de forma correta e sem dores de cabeça.

Enquanto o cronograma para 2019 não é divulgado, consulte o de 2018 abaixo:

Primeiro dia para entregar a declaração Último dia para entregar a declaração
1 de março de 2018 30 de abril de 2018

Simulação Imposto de Renda 2019: Cálculo IRPF 2019

Antes de fazer a declaração do Imposto de Renda, os contribuintes podem fazer a simulação Imposto de Renda 2019 através do site oficial da Receita Federal. Conheça mais sobre esse simulador e veja como fazer a simulação Imposto de Renda 2019 de maneira fácil e rápida!

Simulação Imposto de Renda 2019

Simulação Imposto de Renda 2019

Muitos cidadãos contribuintes ficam literalmente com os cabelos em pé na hora de fazer a declaração do Imposto de Renda. Com o simulador de declaração disponível na internet, essa preocupação já não precisa mais existir.

No site oficial da Receita Federal você encontra um simulador que te ajuda a fazer a declaração antes de entrega-la oficialmente. Com essa ferramenta, você consegue fazer o cálculo mensal e anual sem dificuldades.

Quem é obrigado a fazer a declaração?

Alguns brasileiros são obrigados a fazer a declaração do Imposto de Renda de acordo com o que determina a Receita Federal.

✓ Veja também como baixar o programa IRPF 2019!

Quem não for obrigado a declarar, não precisa fazer a simulação Imposto de Renda 2019 disponível na internet.

Como os valore oficiais de 2019 ainda não foram divulgados, você acompanha a seguir quem foi obrigado a declarar em 2018 com o ano base 2017 como referência.

  • Cidadãos que tenham recebido rendimentos com valores inferiores a R$ 1.903,99 são considerados isentos e não precisam declarar;
  • Cidadãos que tenham recebido rendimentos entre R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 devem declarar e pagar uma alíquota de 7,5%;
  • Cidadãos que tenham recebido rendimentos entre R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 devem declarar e pagar uma alíquota de 15%;
  • Cidadãos que tenham recebido rendimentos entre R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 devem declarar e pagar uma alíquota de 22,5%;
  • Cidadãos que tenham recebido rendimentos acima de R$ 4.664,68 devem declarar e pagar uma alíquota de 27,5%.

Como fazer a simulação Imposto de Renda 2019?

Muitos contribuintes acabam se confundindo na hora de realizar o cálculo do Imposto de Renda. Infelizmente temos que concordar que fazer esses cálculos não é tão simples assim.

Realizando a simulação Imposto de Renda 2019 você consegue saber os valores exatos a serem declarados.

Para fazer essa simulação você precisará apenas seguir as informações abaixo. Confira:

  • Acesse esse site oficial;
  • Escolha o cálculo que deseja fazer, se é mensal ou anual;

  • Abrirá uma tela na qual você deverá preencher todas as informações que forem solicitadas;

  • Depois que terminar de preencher todas essas informações, você saberá qual o valor que deve ser declarado.

O que é e quem cai na Malha Fina?

Você já deve ter ouvido falar sobre a tão temida Malha Fina. Muitos brasileiros morrem de medo dela. Vamos entender de fato o que ela significa?

Malha Fina nada mais é do que uma operação de investigação que a Receita Federal faz em todas as declarações recebidas. Acontece um verdadeiro pente fino em todas as declarações recebidas e quem declarou menos do que recebeu fica retido nessa operação.

Os cidadãos que tiverem suas declarações retidas nessa operação devem corrigir os dados da sua declaração e fazê-la novamente.

Isso acontece geralmente com os cidadãos que tentaram burlar a Receita Federal, declarando bem menos do que receberam durante o ano.

Programa IRPF 2019: Baixar Programa Imposto de Renda

Os cidadãos que vão fazer a declaração do Imposto de Renda para 2019 devem utilizar o programa IRPF 2019 que a Receita Federal disponibiliza em seu site. Esse programa IRPF 2019 deve ser baixado no seu computador. Aprenda como fazer isso aqui!

Programa IRPF 2019

Programa IRPF 2019

Fazer a declaração do Imposto de Renda é a hora que muitas pessoas ficam com os cabelos em pé. Antes de você aprender todos esses processos necessários para baixar o programa, é importante que você entenda alguns temas fundamentais.

Malha fina e restituição IRPF são termos que você vai ouvir bastante e todos eles estão ligados ao Imposto de Renda, portanto, acompanhe com atenção.

Vamos entender primeiro o que é o IRPF?

Mesmo que você já esteja acostumado com os inúmeros impostos que deve pagar, é muito importante que você saiba algumas informações importantes sobre eles.

O IRPF ou Imposto de Renda para Pessoa Física nada mais é do que um tributo obrigatório que todas as pessoas físicas devem pagar para o Governo. Esse pagamento é feito anualmente.

O Governo determina um valor de rendimentos mínimos e quem ganhar acima disso deve contribuir. O valor de 2019 ainda não foi determinado, mas em 2018 esse valor foi de R$ 1.903,99, ou seja, quem ganhou acima desse valor teve que fazer a declaração e contribuir para o Governo.

Mesmo que você não entenda como fazer os cálculos sobre esse imposto, não se preocupe, pois o programa IRPF 2019 foi elaborado justamente para te ajudar nessa hora da declaração.

Quem deve declarar e quais são as alíquotas?

Muitas informações sobre o IRPF referentes a 2019 serão divulgadas em breve, então, para isso, será necessário aguardar um pouco mais.

Os valores de rendimentos e de declaração não são fixos durante todos os anos, eles variam, por isso, o valor de um ano nunca será igual ao outro.

Por enquanto, você confere as informações referentes ao ano de 2018. Veja a seguir:

  • Cidadãos que tenham obtido rendimentos de até R$ 1.903,98 não precisam fazer essa declaração. Esses cidadãos são chamados de isentos;
  • Para cidadãos que tenham recebido rendimentos mensais de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65, a alíquota aplicada nesse caso é de 7,5%;
  • Para cidadãos que tenham recebido rendimentos mensais de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05, a alíquota aplicada nesse caso é de 15%;
  • Para cidadãos que tenham recebido rendimentos mensais de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68, a alíquota aplicada nesse caso é de 22,5%;
  • Para cidadãos que tenham recebido rendimentos mensais acima de R$ 4.664,68, a alíquota aplicada nesse caso é de 27,5%.

Ao utilizar o programa IRPF 2019 você não terá tantas dificuldades para preencher as informações, pois ele é bem intuitivo e fácil de mexer.


Afinal, o que significa Malha fina?

A maior preocupação dos cidadãos depois que eles fazem suas declarações utilizando o programa IRPF 2019 é não cair na malha fina.

Esse termo é muito falado, principalmente nesses períodos de declaração, mas você sabe de fato o que significa?

Então, vamos lá!

Malha fina se refere a um processo executado pela Receita Federal onde todas as declarações são minuciosamente conferidas. Existe uma verdadeira investigação para saber se as declarações que os cidadãos fizeram condizem com a verdade sobre seus rendimentos recebidos.

Quem declarou menos do que ganhou, é retido na malha fina e precisa se justificar com a Receita Federal.


Baixar o programa IRPF 2019

Seguindo todas as nossas orientações a seguir, você não terá nenhum problema para baixar o programa IRPF 2019. Veja como é fácil:

  • Acesse esse site
  • Escolha qual será a forma da sua declaração (computador, dispositivo móvel ou certificado digital) e clique na opção desejada;

  • Na tela que abrir, clique na opção para baixar o programa – caso você tenha clicado em Windows, por exemplo, a tela será a seguinte:

  • Espere a conclusão do download e preencha todas as informações corretamente.

Tabela Imposto de Renda 2019: Alíquotas IRPF

Quem for fazer a declaração do IRPF deve consultar a tabela Imposto de Renda 2019 para saber com exatidão quanto deve ser declarado. Conheça a seguir todas as informações sobre a tabela Imposto de Renda 2019 e veja como é fácil fazer essa declaração.

Tabela Imposto de Renda 2019

Tabela Imposto de Renda 2019

Quem deve fazer a declaração do Imposto de Renda?

O Governo Federal, juntamente com a Receita Federal, é quem determina qual o valor mínimo de rendimento ganho pelo cidadão que deve declarar. Para fazer essa declaração, é necessário fazer a consulta da tabela Imposto de Renda 2019.

Quem ganha um rendimento acima do mínimo determinado pela Receita deve fazer a declaração.

É preciso aguardar um pouco mais para saber quais serão os valores mínimos de rendimentos que devem obrigatoriamente ser declarados.

Confira a seguir quem teve que fazer a declaração no ano de 2018, tendo como referência os ganhos do ano de 2017.

  • Cidadãos que obtiveram rendimentos superiores a R$ 40 mil. Esses rendimentos podem ser de isenção, tributáveis ou tributados diretamente na fonte;
  • Cidadãos que tenham efetuado operações na Bolsa de Valores;
  • Cidadãos que tenham recebido valores vindos através de alienação de bens;
  • Proprietários de imóveis com valores acima de R$ 300 mil;
  • Cidadãos que tenham recebido no ano de 2017 rendimentos superiores a R$ 28.559,70.

VEJA TAMBÉM:

Veja como declarar o Imposto de Renda 2019

Existem 3 maneiras diferentes que você pode utilizar para fazer a declaração do seu Imposto de Renda em 2019. Lembrando que é necessário consultar a tabela Imposto de Renda 2019 para fazer essa declaração.

Confira a seguir.

Computador

Fazer a declaração utilizando o computador é uma das maneiras mais fáceis.

O primeiro passo a ser dado é fazer o download do Programa Gerador da Declaração ou PGD.

Siga esses passos e faça o download desse programa:

  • Entre nesse site
  • Clique no botão “download do programa”.

Dispositivos móveis

Nos dispositivos móveis que seriam os celulares ou tablets também é possível fazer essa declaração.

Para isso, é necessário fazer o download do aplicativo “Meu Imposto de Renda” na Play Store ou na App Store.

Assim que o download for concluído, clique no aplicativo e preencha as informações que forem necessárias para você realizar a sua declaração.

Lembre-se de fazer a sua declaração com antecedência, pois em cima da hora pode haver congestionamento na rede.

Certificado Digital

É possível fazer a declaração utilizando o Certificado Digital no computador. Para isso, é necessário que acesse o serviço “Meu Imposto de Renda”, disponível exclusivamente no e-CAC ou Centro Virtual de Atendimento como também é conhecido.


Tabela Imposto de Renda 2019

Veja a tabela de alíquotas do IRPF vigente no momento:

Rendimento mensal Alíquota de desconto no IR
Até R$ 1.903,98 Isento
De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 7,5%
De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 15%
De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 22,5%
Acima de R$ 4.664,68 27,5%

Declaração Imposto de Renda 2019: Como Declarar?

Os cidadãos que precisam fazer a declaração Imposto de Renda 2019 devem ficar atentos a todas as informações que devem ser preenchidas no momento dessa declaração. Veja como fazer a declaração Imposto de Renda 2019 e fuja da Malha Fina.

Declaração Imposto de Renda 2019

Declaração Imposto de Renda 2019

O Governo Federal é o órgão que determina qual o valor mínimo de rendimentos que um cidadão deve ganhar para se tornar obrigado a declarar esse imposto.

Esses valores são publicados em uma tabela que deve ser consultada pelo cidadão quando for fazer essa declaração. É muito simples de entender: se você tem rendimentos acima dos valores estipulados, você deve fazer essa declaração.

Quem deve fazer a declaração Imposto de Renda 2019?

Por enquanto, a Receita Federal não informou quem deve fazer a declaração Imposto de Renda 2019, mas essas informações serão divulgadas em breve.

Enquanto esses valores não são divulgados, você pode acompanhar as informações referentes a 2018.

Veja a seguir:

  • Contribuintes com rendimentos não tributáveis, isentos ou tributados diretamente na fonte com valor superior a R$ 40 mil no ano de 2017;
  • Contribuintes que obtiveram em qualquer mês de 2017 um ganho de capital com alienação de direitos ou bens, sujeito à incidência do imposto ou que tenham realizado operações na bolsa de valores, de futuros, de mercadorias ou assemelhadas;
  • Contribuintes que tiveram receita bruta acima de R$ 142.798,50;
  • Contribuintes que tenham adquirido até 31/12/2017 uma receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividades consideradas rurais;
  • Contribuintes que tenham obtido a posse de bens ou direitos até 31/12/2017 de valor superior a R$ 300 mil.

Os contribuintes que optarem por fazer a declaração simplificada não terão direito às deduções oferecidas pela legislação tributária referente às despesas com saúde e educação.

Porém, terão direito a uma dedução de 20% do valor dos rendimentos considerados tributáveis. Esse valor é limitado a R$ 16.754,34.

Como fazer a declaração IR 2019?

Tem pessoas que até tremem quando ouvem que precisarão fazer a declaração Imposto de Renda 2019, mas não é tão complicado assim como muitos dizem.

Essa declaração deve ser feita única e exclusivamente pela internet. O processo é rápido, mas a dica que nós damos é de que você não deixe para fazer tudo em cima da hora, pois o sistema pode ficar instável.

O sistema ainda não está disponível para receber as declarações referentes a 2019. Por enquanto, você pode apenas acompanhar as informações para aprender melhor como fazer esse processo.

Seguindo essas informações que reunimos, você vai conseguir fazer a sua declaração sem nenhum problema. Acompanhe e veja como é fácil.

3 maneiras para fazer a sua declaração

Segundo o Fisco e a Receita Federal, existem 3 maneiras para você fazer a sua declaração Imposto de Renda 2019.

Conheça a seguir quais são elas:

Computador

Você pode fazer a declaração do modo mais utilizado pelos contribuintes, ou seja, utilizando um computador.

Nesse computador você deverá baixar o PGD ou Programa Gerador da Declaração IRPF 2019.

Para baixar o programa, siga essas informações:

  • Acesse esse site e faça o download do programa; 
  • Clique na opção IRPF 2019 quando estiver disponível;
  • Em seguida, clique na opção “Download do programa”;

  • Faça a escolha de onde será feita essa declaração, se é por computador, dispositivo móvel ou certificado digital.

Dispositivo móveis

Com o avanço da tecnologia, você consegue fazer a sua declaração utilizando alguns dispositivos móveis, como celulares e tablets.

Basta fazer o download do aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível na Google Play ou na App Store.

Certificado digital

Essa é uma das formas menos utilizada pelos cidadãos, mas também encontra-se disponível, caso tenha interesse.

Nesta opção, você deverá utilizar o seu computador e acessar o serviço “Meu Imposto de Renda”, disponível exclusivamente no Centro Virtual de Atendimento conhecido também como e-CAC.

Para esse serviço, é necessário utilizar o Certificado Digital.

Restituição Imposto de Renda 2019: Consultar Lotes

Por ainda haver muitas dúvidas a respeito da restituição Imposto de Renda 2019, resolvemos fazer esse artigo para ajudar você a entender melhor! Aprenda a consultar a sua restituição Imposto de Renda 2019 e veja como não cair na Malha Fina.

Restituição-Imposto-de-Renda-2019

Restituição Imposto de Renda 2019

O Imposto de Renda também é um tributo pago por todos os cidadãos que se encaixam nas exigências feitas pelo Governo.

Anualmente, o Governo Federal determina que todas as pessoas que tiveram um rendimento mínimo de acordo com o estipulado são obrigadas a declarar o Imposto de Renda 2019.

Se o cidadão obteve rendimentos superiores a esse mínimo estipulado pelo Governo, entende-se que novas riquezas foram produzidas. Sendo assim, novas alíquotas ou porcentagens são aplicadas.


Quem tem direito a receber a restituição Imposto de Renda 2019?

As pessoas que tem direito a receber a restituição Imposto de Renda 2019 são aquelas que contribuíram a mais com o Imposto de Renda durante o ano. O programa utilizado para fazer a declaração faz todas as contas necessárias.

O valor dessa restituição é determinado de acordo com a taxa Selic. Os cidadãos que possuem um número considerável de deduções ganham descontos. Graças a esses descontos, o cidadão pode ter dinheiro para receber e nem sabe disso.

As deduções que dão descontos são as relacionadas com despesas médicas e gastos com dependentes. Quem tem prioridade de receber os lotes de restituição são os idosos, as pessoas portadoras de doenças graves ou com deficiência.


Entenda o que é a Malha Fina

A Malha Fina é um termo que foi definido pela Receita Federal e tem como principal missão a verificação de todas as informações declaradas pelo contribuinte.

Nesse processo são verificadas todas as inconsistência de informações das declarações. Quando uma declaração cai na Malha Fina, o cidadão não consegue sacar a restituição Imposto de Renda 2019.

O contribuinte se torna um alvo da Receita Federal e passa a ser um objeto de investigação. Isso não impossibilita o contribuinte de entrar com um pedido de retificação. Em alguns casos, a restituição é deferida depois de anos do pedido feito pelo contribuinte.


Como consultar os lotes da restituição Imposto de Renda 2019?

Ainda não é possível consultar os lotes da restituição Imposto de Renda 2019, pois eles ainda não foram divulgados oficialmente.

Todos os contribuintes que fizeram as suas declarações podem consultar as informações sobre os valores que podem ser restituídos.

Para consultar a sua restituição, basta seguir os passos a seguir:

  • Acesse esse site
  • Preencha corretamente o CPF, a data de nascimento, os caracteres correspondentes exibidos na imagem e selecione o ano desejado para verificar informações sobre a restituição.

Ao preencher as suas informações, preste bastante atenção para não cometer erros. A data de nascimento deve ser preenchida com os dois números do dia e mês e quatro números para o ano de nascimento.

Assim que novas informações forem divulgadas oficialmente, atualizaremos nosso blog. Fique de olho para saber como consultar sua restituição do Imposto de Renda.

Imposto de Renda 2019: Quem Deve Declarar?

Todos os anos os cidadãos brasileiros devem declarar o seu imposto de renda para estar em dia com o Governo. E com o Imposto de Renda 2019 não será diferente! O Imposto de Renda deverá ser declarado. Se você procura por informações referentes ao Imposto de Renda 2019, saiba que estar no lugar certo. Abaixo,  todos os detalhes sobre! 

Imposto de Renda 2019

Imposto de Renda 2019

Imposto de Renda 2019

A declaração do Imposto de Renda incide sobre todos os cidadãos brasileiros cujo os rendimentos anuais sejam de R$ 28.559,70.

O IR trata-se de uma tributação obrigatória para os trabalhadores brasileiros, nos quais se enquadram no primeiro requisito mencionado logo acima. 

imposto-de-renda-leao

As alíquotas referente a declaração do IRPF, são proporcionais aos rendimentos do trabalhador brasileiro, ou seja, quanto maior o seu rendimento maior será a taxa paga.

Lembrando que, o máximo pago pelo cidadão brasileiro em imposto de renda é 27,5%.

A declaração deste imposto deve ser realizada todos os anos, inclusive em 2019! Se você deseja saber todas as informações referentes ao Imposto de Renda 2019, continue conferindo este post pois reunimos todas as informações referentes ao mesmo! 


Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2019?

Não são todos os cidadãos brasileiros que devem declarar o Imposto de Renda 2019. Aqueles que são obrigados a declarar este imposto, são aqueles que se enquadram nos critérios estabelecidos pela Receita Federal. 

Abaixo, confira todos eles:

  • Pessoas que obtiveram, ao decorrer de 2018, ganho de capital por meio de alienação de bens e direitos ou também manuseou operações em bolsas de valores.
  • Contribuintes residentes em terra brasileiras com rendimentos tributáveis superiores ao valor de R$ 28.559,70 no ano de 2018 (ou R$ 1.903,98 mensais);
  • Cidadãos que receberam rendimentos não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com soma superior a R$ 40 mil no ano anterior;
  • Pessoas com renda bruta em valor que ultrapassam R$ 128.308,50 obtidas por meio de atividade rural;
  • Pessoas que tem propriedades de bens ou direitos (inclusive terra nua) no valor total superior a R$ 300 mil, em 31 de dezembro de 2018.
  • Pessoas que passaram a ter condição de residente no Brasil, ao decorrer do ano passado.
  • Quem pretenda compensar, no ano anterior ou posterior, prejuízos relativos à atividade rural de anos-calendário anteriores.
  • Quem escolheu pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferida na venda de imóveis residenciais.

fazer-declaracao-do-imposto-de-renda-2019

Informação Importante!

Se você se enquadra em uma dessas regras mencionadas acima, será necessário entrega a Declaração de Ajuste Anual do imposto de Renda de Pessoa Física 2019 dentro do prazo até abril de 2019.

Caso isto não seja feito dentro do prazo estipulado pelo órgão responsável por este imposto, você estará sujeito a multa, ou até mesmo poderá te levar à malha fina da Receita Federal.


Casos de Isenção do Imposto de Renda 2019

Como mencionado anteriormente, nem todas as pessoas deverão declarar o seu Imposto de Renda 2019. À não ser que se enquadre nas regras da Receita Federal!

Caso contrário, estarão isentos do pagamento aqueles que:

  • Possuam renda mensal inferir aos limites da alíquota de isenção (Não precisam declarar o imposto de renda 2019);
  • Aposentados diagnosticados com alguma das doenças graves dispostas na lei 7.713/88 (Câncer, Aids, Paralisia, entre outras) – (Precisam declarar o imposto de renda 201, e a isenção não é automática, precisa ser solicitada na fonte pagadora do benefício).

Tabela do Imposto de Renda 2019

Se você se enquadra nos critérios para a declaração do Imposto de Renda deverá ficar atento a tabela do Imposto de Renda 2019

Essa tabela informa a alíquota de contribuição de acordo com o valor dos vencimento que o trabalhador tem a receber. 

Abaixo, confira a tabela atual:

Base de Cálculo Alíquota Parcela a Deduzir do IR
Até R$ 1.903,98
De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,80
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 15% R$ 354,80
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 869,36



Saiba como declarar o Imposto de Renda

Para declarar o seu Imposto de Renda 2019, você terá duas opções mais acessíveis. São elas:

  • Pelo aplicativo IRPF;
  • Pelo site oficial da Receita Federal. 

calcule-imposto-de-renda

Abaixo, montamos um simples passo a passo dessas duas alternativas para declaração. Veja!

1 – Documentação: Separe todos os documentos antes de começar, para facilitar o processo. Rendimentos da empresa em que trabalha, de instituições financeiras e de outras rendas recebidas no ano de 2018.

2 – Dados cadastrais: Preencha primeiro os dados pessoais, como endereço e CPF. Essa é a parte “básica” do processo de declaração anual do imposto de renda.

3 – Rendimentos: Todo rendimento registrado pelas fontes pagadoras e instituições financeiras precisa ser declarado. Caso contrário, o contribuinte corre o risco de cair na malha fina do IRPF.

*Rendimentos isentos e não tributáveis, como bolsas de estudo e ganhos com a poupança, devem ser informados em ficha específica.

4 – Bens e direitos: Poupanças financeiras, saldo em conta corrente e bens como imóveis e veículos devem ser informados na aba “Bens e direitos”, com o valor em reais em 31 de dezembro de 2017 e no final de 2018.

5 – Pagamentos efetuados: Despesas podem ser comprovadas, como pagamentos com saúde e educação, devem ser declarados na aba “Pagamentos efetuados”, e precisam ser informados o CNPJ ou CPF da instituição ou do profissional.

6 – Verifique pendências: Existe um botão “verificar pendências”. Caso algum campo obrigatório não tenha sido preenchido.

7 – Completa ou simplificada: O próximo passo é escolher o modelo de tributação: por deduções legais, a chamada completa, ou por desconto simplificado. O próprio programa indica a opção mais vantajosa. 

8 – Conta em caso de restituição: Para os contribuintes com direito à restituição, o sistema pede que seja informado o banco, a agência e conta corrente para o depósito. 

10 – Entregar: Por último, após verificar todos os dados, basta clicar no botão “Entregar Declaração”, no canto esquerdo inferior da tela. A declaração é salva automaticamente.

Uma nova caixa aparecerá na tela, pedindo ao contribuinte selecionar a declaração a ser entregue e clicar em “OK”.

Pelo Aplicativo IRPF 

  • Baixe o app em seu celular;
    aplicativo-receita-federal
  • Faça o seu cadastro preenchendo todos os dados solicitados;
  • Após isso, abra o aplicativo na opção “Fazer Declaração”;
  • Depois em “Criar ou continuar Declaração”;
  • E por fim, “Fazer a declaração”.
    programa-declaracao-receita-federal

Pelo site da Receita Federal 

Nesta segunda e mais usada opção, você deverá baixar o Gerador de Declaração para computadores. Siga as instruções abaixo para este procedimento:

  • Acesse o site ➟ Clicando aqui;
    Site-receita-federal-2019
  • Feito isto, clique em “Programa IRPF 2019”;
  • Baixe o programa em seu computador. 

Com o programa instalado, faça o seguinte:

  • Clique na opção “Criar nova Declaração”;

    Programa Receita Federal

    Programa Receita Federal

  • Nesta nova aba,escolha uma das opções;
    Importar-Declaracao-imposto-de-renda
  • Informe os dados como mostra na imagem abaixo:
    delcaração-imposto
  • Preencha todos os dados solicitados, e reveja para que não haja nenhuma informação errada;
  • Por fim, selecione “Entregar Declaração”.
    como-entregar-declaraçao

Restituição Imposto de Renda 2019

Logo depois de ter realizado sua declaração do Imposto de Renda 2019, será necessário que você fique atento a consulta da Restituição deste imposto. 

Essa restituição funciona para casos onde o valor declarado tenha sido de forma errada! Por isso, é de suma importância ficar atento a este detalhe. O pagamento da Restituição é de responsabilidade da Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB, ou seja, é este órgão que fara a devolução do dinheiro. 

Para realizar a consulta, siga o passo a passo montado abaixo:

  • Acesse o endereço ➟ Clicando aqui;
    consulta-restituição-irpf
  • Neta página preencha as seguintes informações solicitadas:
    – Número do CPF;
    – Data de Nascimento;
  • Após isso, informe os caracteres apresentados na página;
  • Clique em “Consultar”.

Nesta nova janela você poderá consultar todas as informações sobre a restituição do seu Imposto de Renda 2019


Valor da multa por atraso da declaração do Imposto de Renda 2019

É de suma importância que os cidadãos brasileiros obrigados a realizar o pagamento do Imposto de Renda 2019, fiquem atentos ao prazo pois caso a declaração não tenha sido feita dentro do prazo estipulado, o cidadão deverá pagar uma multa de até 20% sobre o valor mínimo que é de R$165,74.

Se realmente houver esse atraso, o contribuinte tem até 30 dias para efetuar o pagamento da multa. Caso contrário, será cobrados juros sobre a multa. Nessa situação, deve ser emitida a Darf atualizada.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 4

Imposto de Renda 2019: Quem Deve Declarar?